quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Cão amarrado em carro e arrastado por quarteirões terá pata amputada



LUTO PELA MORTE DO LOBO! Todos exigimos justiça!!!

Atualização 09/11/2011:
A prefeitura informa que ele vai ser multado. A polícia ambiental já tinha aplicado multa de R$ 1.500 Fonte: EPTV

Atualização 07/11/2011: 
Infelizmente após 4 dias a pata dele teve que ser amputada. 


Após duas horas da cirurgia de amputação de uma das patas, é estável o estado de saúde do rottweiler Lobo, que foi arrastado por um quilômetro amarrado a uma picape conduzida pelo próprio dono. O crime foi cometido na quarta-feira (2) e é investigado pela Polícia Civil de Piracicaba.
Segundo o médico veterinário, Armando Frasson, que cuida do caso, a amputação foi necessária porque faltou irrigação e o sangue não estava chegando corretamente à pata, o que comprometia a locomoção do animal.
Ele foi submetido a um procedimento cirúrgico na quinta-feira (3) com utilização de células-tronco para recompor os tecidos ósseo e muscular do animal. Mas o cão não respondeu ao tratamento porque, segundo o veterinário, a lesão foi muito profunda.
A ONG Vira-lata vira-vida, responsável pelo socorro do animal, informou que já recebeu dez pedidos de adoção do cão e recebeu ligações de pessoas de outros países,como Alemanha, Chile e Portugal, prestando solidariedade pelo caso.
O animal só poderá ser entregue à adoção após liberação da Justiça, já que existe um inquérito policial para investigar o caso.


Atualização 03/11/2011 22h15min:

A cirurgia do cão rottweiler, arrastado preso ao carro do dono na terça-feira (2), em Piracicaba, terminou perto das 22h desta quarta-feira, em uma clínica particular da cidade. A pata do cão foi preservada e não deverá ser amputada.

“Conseguimos preservar o membro, com a colocação de células-tronco. Agora é aguardar as respostas do organismo para saber se tudo terminará bem. As próximas 48 horas são determinantes, para se evitar que haja alguma infecção”, explica o médico veterinário Armando Frasson , responsável pela cirurgia, que durou pouco mais de 3h.
Lobo, como chama o cão de 8 anos, permanecerá internado por pelo menos mais cinco dias. A recuperação completa, no entanto, deverá durar entre dois e três meses.
“É um procedimento muito novo. Foi a primeira vez que fizemos algo desta natureza em Piracicaba. Depois destas 48h, são pelo menos mais três dias para sabermos se não haverá nenhuma rejeição aos materiais implantados. Ai sim terá início o processo de recuperação”, completa.
Além  das células-tronco, foram utilizados pinos e placas. O animal teve várias lesões na pata que, com o atrito com o solo, teve gastos pele, músculo e tendões até atingir a parte óssea. Os ferimentos foram tão profundos que pedaços de asfalto foram encontrados grudados no osso do bicho.

Baixe o Adobe Flash Player











Atualização 03/11/2011 19h25min:

O rottweiler arrastado pelo próprio dono por uma caminhonete, a uma distância de pelo menos um quilômetro, passa na noite desta quinta-feira (3) por um procedimento cirúrgico com a utilização de células-tronco. O tratamento, que deve evitar a amputação da pata mais ferida do animal, é inédito em Piracicaba, segundo o médico que cuidado do caso, Armando Frasson.
Frasson explica que, durante a tarde, o animal passou por um primeiro procedimento no qual o ferimento foi avaliado com o cão sedado. Segundo o veterinário, na avaliação ficou constatada a possibilidade de manter o membro, já que, apesar dos ferimentos profundos, um pequeno pedaço do tecido permaneceu intacto, ligando as extremidades da pata.
O cachorro deu entrada no centro cirúrgico da clínica Frisson por volta das 18h15 e, nesta segunda cirurgia, serão implantadas células-tronco para recompor os tecidos ósseos e musculares.
“Não é um procedimento comum. É a primeira vez em Piracicaba que células-tronco são usadas nesse tipo de tratamento. Não é possível prever, mas imagino que a cirurgia se estenda até as nove horas da noite”, disse Frisson.
O médico veterinário explica, entretanto, que, além das células-tronco, serão utilizados pinos e placas, conforme a necessidade. Daí a longa duração da cirurgia, que vai reconstituir a pata anterior esquerda do rottweiller.
O animal teve várias lesões na pata que, com o atrito com o solo, teve gastos pele, músculo e tendões até atingir a parte óssea. Os ferimentos foram tão profundos que pedaços de asfalto foram encontrados grudados no osso do bicho.

Atualização 03/11/2011 18h:
A Polícia Civil localizou na tarde desta quinta-feira (3) o dono do rotweiller que foi arrastado por um carro por pelo menos 1 quilômetro de distância na tarde de quarta-feira, no bairro Alto, em Piracicaba. O mecânico Claudio César Messias, que conduzia a caminhonete na ocasião, disse ao EP Piracicaba que o ocorrido foi um acidente. Ele foi ouvido na delegacia e liberado em seguida.
Em depoimento no 2º Distrito Policial, Messias afirmou que passeava com o cão, que teria pulado da carroceria da picape sem que ele notasse. “Só percebi que estava arrastando ele, quando um motoqueiro me parou e avisou. Fui embora porque achei que ele tivesse morrido, me deu um branco, um desespero e saí”, falou.
O delegado Wilson Sabino informou que será feita perícia na caminhonete e na corda que o pretendia e, em seguida, as testemunhas serão ouvidas. “Vamos ver se há divergência entre o que ele disse e o relato das testemunhas. A princípio, o que eu penso é que é preciso ter cautela com os animais domésticos. Se ele queria passear com o cão na caminhonete, deveria se cercar de cuidados maiores”, disse o delegado.
O mecânico vai responder por prática de abuso a animais, crime previsto no artigo 32 da Lei de Defesa ao Meio Ambiente. Ele aguarda o correr das investigações em liberdade, já que não houve uma situação de flagrante. Caso seja condenado, a pena pode chegar a um ano de prisão, além de multa.
Protesto
O mesmo grupo que organizou um protesto na tarde desta quinta, na Praça José Bonifácio, também foi à porta do distrito e, na saída de Messias do local, houve gritos de protesto dos manifestantes, que se revoltaram contra a versão do mecânico de que não notou. "Você não sabia de nada, mas nós sabemos", gritou a diretora da Sociedade Piracicabana de Proteção aos Animais (SPPA), Laís Stella Rabelo. 
Matéria original: 
Um rottweiler foi arrastado por vários quarteirões na tarde desta quarta-feira (2) na rua Bom Jesus, no Bairro Alto, em Piracicaba. O animal foi amarrado por uma corda em uma picape. O homem que dirigia o veículo de propriedade de uma empresa ainda deu ré com o carro para passar com as rodas em cima do cão. O animal deverá ter uma das patas amputadas nesta quinta-feira (3).
No boletim de ocorrência consta que as duas testemunhas gritaram para alertar o motorista, mas ele não parou o veículo. "Os meninos que viram a agressão disseram que o homem falou que não queria mais saber do animal. Eles afirmaram também que o motorista aparentava estar embriagado", contou Luis Américo Chittolina, presidente da Sociedade Piracicabana Protetora dos Animais (SPPA).
Nesta quinta-feira (3), a SPPA vai entrar com uma representação judicial contra o agressor. A população que viu a agressão anotou a placa do veículo e o nome da empresa. O homem está segundo procurado nesta manhã pela Polícia Militar. "Foi uma barbárie. A gente ainda não sabe o motivo da violência porque ele fugiu do local", afirmou Chittolina.
O animal foi encaminhado na quarta para o canil municipal e nesta quinta-feira está sendo analisado pela clínica Frasson. "Ele está bem, apesar dos ferimentos, e agora está sendo transferido para a clínica particular onde será necessário a amputação de uma das patas. Ele perdeu muito sangue", afirmou Miriam Miranda, presidente da organização governamental (ONG) Vira-Lata Vira-Vida.
O rottweiler ainda passa por exames nesta manhã. A recuperação dele ficará a cargo da ONG Vira-Lata Vira-Vida. O rottweiller tem sete anos de idade.
Fonte: EPTV
Blog do Johnnyon

14 comentários:

  1. Não desejarei à morte para esse elemento , pois nem isso ele merece...
    Mas sou capaz de cometer uma loucura caso eu coloque minhas mãos sobre ele...

    ResponderExcluir
  2. Patricia Mendonça4 de novembro de 2011 00:15

    Bom,é difícil de acreditar q alguém q ame seu animal tenha feito uma loucura dessas de amarrar em uma camionete depois achar q ele esteja morto, e sair como se nada tivesse acontecido,espero q pague pelo erro q cometeu

    ResponderExcluir
  3. Que esse triste fato sirva de impulso pra que haja mais rigor na punição desses covardes que maltratam bichos indefesos!

    ResponderExcluir
  4. ARRASTA TEU MAE, AQUELA PORCA VELHA QUE TE POS NO MUNDO SEU MERDA

    ResponderExcluir
  5. que raiva, esse tipo de gente nao deveria existir!! coitado do cao cara sem coração

    ResponderExcluir
  6. concordo q quem fes isso é um merda ,mas...a mãe não tem nada a ver com isso;

    ResponderExcluir
  7. Quem levaria o carro para esse Monstro consertar? Pelo jeito ele é o dono da oficina. Cadeia. Cadeia. Cadeia.Por favor JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
  8. Assisti no ultimo domingo a entrevista do assassino na TV, domingo espetacular, ele não fala coisa com coisa, é mentiroso, e ainda tem coragem de dizer que quer o cão de volta, porque é dele. Esse MMM Mecânico Messias Monstro só merece ter uma coisa CADEIA.

    ResponderExcluir
  9. O MALDITO COVARDE QUE FEZ ISSO TEM QUE LEVAR UMA SURRA COM DIREITO A SEQUELAS VITALICIAS PARA LEMBRAR PARA O RESTO DA SUA VIDA A MERDA QUE FEZ!

    ResponderExcluir
  10. Fico indignada!!!! sabe de quem é a culpa maior das autoridades, do legisladores que não fazem para proteger os animais. Esses cretinos que fazem essa barbaridade fazem isso pq sabe que nossas leis são imuldas igual eles e não dão a minima pra proteger os animais!! sou contra justiça com as proprias mãos mais juro que se essecretino aparece na minha frente esqueço disso, e faço mesmo com ele!!!

    ResponderExcluir
  11. voce e um covarde de fazer isso com o animal

    ResponderExcluir
  12. Se Algum tiver o Endereço divulga e beleza

    ResponderExcluir